segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Valeu gente até 2008 ; )

E aí gente, acho que esse é o último post deste ano, acho porque sabe como é de repente pode aparecer alguma coisa e acabo escrevendo aqui.
Mas o que quero é agradecer, lógico que vou esquecer alguém, sempre esqueço alguma coisa, mas enfim....
Valeu todo mundo que foi em alguma SFC deste ano, muito obrigado mesmo, quem falou, bem ou mal, ajudou a divulgar, participou, assistiu os shows, foi nas festas, valeu!
Bom aqui vai alguns nomes, gente desculpa se eu esquecer alguém, mesmo!!!
Júnior (Tribo´s Bar) sempre pela força e apoio, todo mundo do Programa Credencial, Carol, Jany, Karina, Mayara, valeu gente, Raphão, Pestana, Ricardo "Chicão", Arthur meu filho, Thiago Soares e todo mundo do Garagem, Alcione, Tiago Fuzz e todo mundo que conheci esse ano na região, Andye, Brunão, Bulla pelas fotos e força sempre, Thiago Alonso e O Diário, Renato Sordi, Thiago So What, Chiquinho, Thiago Draw the Line e toda a galera do hardcore, Paula Manprim, Henrique Laurindo e Lu (amo vcs), Cheka, Fabian e Tchelo (Velvet Bar), Itaici, Erica, André e Alexandre (Single Rock), Marcelo Demo Sul, Renato Picelli, Cris e Marcito pelas discotecagem, Jorginho Deus, Glauber, Stone e Jay Pee, Anderson e Shopping Cidade, Faster, Kimura e maringa.com, Wilson e gráfica, Everton pelos cartazes (muito obrigado mesmo), Waltão que mesmo sumido sempre está presente, hehehe,....e nossa, tem muito mais gente...mas tenho que sair, família e tal...mas gente TODO MUNDO VALEU MESMO!
E todo mundo que mandou email, participou, apoiou, gente
nossa, muito obrigado mesmo, e a todo os amigos e amigas que fiz esse ano que é a maior razão de ainda continuar nessa!

E lógico as bandas que tocaram esse ano na sfc... Ludovic, Palim, Silêncio, Havana 55, Matanza, Forgotten Boys, Chernobils, The Tamborines, De.Lorean, Garage Fuzz, Decisões, Fanzine Rock, Alma Mater, Pale Sunday, Moptop, Betty by Alone, Trilöbit, Droogies, Autoramas, New Ones, Vanguart, Ludov, Charme Chulo, Clavadistas, Stoned Beavers, Leminskes, Brilhantines, Slames...valeu mesmo gente!!!












Melhores 2007 A FESTA


É... vai ter...preparem-se

domingo, 30 de dezembro de 2007

Goiânia Noise

Matéria bem legal sobre o 13° Goiânia Noise produzida pelo Alto Falante.

http://programaaltofalante.uol.com.br/index.php?master=multimidia&sub=video&ac=2&id=59

Top 10 da semana aqui em casa!

Vanguart - Beloved
Violins - Grupo de Extermínio de Aberrações
Forgotten Boys - Can You Love Me
Mombojó - O Mais Vendido
Cachorro Grande - Quando Amanhecer
Canastra - Motivo Chacota
Pale Sunday - The White Tambourine
Sapatos Bicolores - Não Saiou do Mar
Pelvs - Keep Your Music Away
Montage - Floor Floor Floor

sábado, 29 de dezembro de 2007

Disco pra 2008


2007 nem terminou em já tem disco de 2008 por aí. O Dance of Days colocou o próximo álbum da banda chamado 'Insônia" inteiro pra baixar no trama virtual e de graça. Ano que vem ele será lançado "de verdade". Pra baixar: http://www.tramavirtual.com.br/dance_of_days

5 da manhã

Antes de ir dormir
gente, escutem Violins
todos os discos
Link: http://www.violins.com.br/

NESTE SÁBADO!


I Zombilly Party - 29 de dezembro de 2007, sábado, no Tribo´s, em Maringá (PR)

BANDAS:
Rinha (psychobilly, de Piracicaba - SP)
Billys Bastardos (psychobilly, de Londrina - PR)
Stoned Beavers (garage rock, de Maringá - PR)
DJ Haveck (techno industrial, de Maringá - PR)

EXPOSIÇÃO DE FOTOS E DISCOTECAGEM COM ANDYE IORE:
psychobilly, rockabilly, surf music, garage, gothic e punk rock.

Barraquinha com camisetas e exibição de trashmovies.

Ingressos somente na portaria: R$ 7

A primeira banda começa a tocar a meia noite em ponto e a festa termina com discotecagem do DJ Haveck.



ouvindo: Violins

Agora no youtube

Autoramas - A 300 km/h

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Violins 2

Eita, já teve gente que mandou email (não sei porque ninguém comenta aqui, só por msn, orkut, email...) falando que a letra é preconceituosa, que blá blá blá, bli bli bli... pra quem ainda não entendeu, olha o recado no myspace do Violins aqui em cima!

Mais um na lista de melhores do ano

Violins - Tribunal Surdo

Conheci o Violins quando ainda era Violins and Old Books, achei um cd deles em um sebo aqui em Maringá, mas lembro que não ouvi muito, e ainda tenho ele em algum lugar aqui no meu quarto. Depois adicionei eles ou eles me adicionaram no myspace, ouvi mais um pouco achei melhor e tal, não que não tenha gostado do "Wake Up and Dream" mas na época não me chamou a atenção.
Além de ir acompanhando, muito mais ou menos, pelo myspace ou em resenhas, uma coisa me chamou a atenção, quando a banda anunciou seu fim, isso virou uma comoção pela internet, principalmente pelo orkut, com vários tópicos dizendo que a banda não poderia acabar, fiquei meio impressionado mas mesmo assim não fui atrás de nada novo deles.
Esta semana, acho que ontem, baixei a coletânea da Loaded (tem um post a respeito aqui) e nele tem a música "Grupo de Extermínio de Aberrações" que é simplesmente um soco no estômago, sem dó, uma letra pesadíssima, e a idéia da letra é justamente dizer o contrário.
É foda, se você gosta de fugir da realidade, não gosta de ver que tem milhares morrendo de fome, sendo discriminados, gays, negros... se quiser continuar sem ver tudo isso não escute esse álbum.



Grupo de Extermínio de Aberrações



Atenção, atenção!
Prestem atenção ao que vamos dizer
Nós somos o Grupo de Extermínio de Aberrações
de toda sorte que você possa conceber
vindo até vocês pra pedir
qualquer quantia que se possa fornecer
e eu garanto que seus filhos agradecem
por crescer sem ter que conviver
com bichas e michês
e pretos na tv

Tá faltando soco inglês
o estoque de extintor não chega ao fim do mês
não to pedindo aqui fortuna pra vocês
a gente quer limpar o mundo de uma vez

Ei, amigão, amigão!
abaixa essa arma que é melhor para você
Nós somos o Grupo de Extermínio de Aberrações
e não viemos pra ofender
viemos receber sem medo de pedir pra vocês
qualquer quantia que se possa fornecer
e eu garanto que seus filhos agradecem
por crescer sem ter que conviver
com discípulos de Che
e putas com HIV

Tá faltando soco inglês
o estoque de extintor não chega ao fim do mês
não to pedindo aqui fortuna pra vocês
a gente quer limpar o mundo de uma vez

E eu garanto que seus filhos agradecem por crescer
sem ter que conviver com bichas e michês
e pretos na TV, discípulos de Che
Putas com HIV.

Barba no Canastra

Tá rolando uns papos de que o Rodrigo Barba, baterista ou ex-baterista do Los Hermanos, vai saber né, foi convidado pra tocar no Canastra. E parace que ele aceitou, e assume as baquetas em fevereiro ou março. Será que vai rolar Canastra em Maringá com o Barba na batera?

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Os grandes discos nacionais do ano segundo o site da MTV

DISCOS NACIONAIS

Teletransporte – Autoramas

Gabriel Thomaz é veterano na cena alternativa brasileira. E seu Autoramas já está no quinto disco. E é justamente agora que ambos – mentor e banda – atingem o ápice da criatividade, competência e talento. Este é um daqueles discos que se ouve sem pular nenhuma faixa. Aliás, é bem capaz que você queria ouvir “300 km/h” duas vezes seguidas.

Destaque: 300 km/h

A Marcha dos Invisíveis – Terminal Guadalupe

Pouca gente ouviu o disco dos curitibanos. O que é uma pena. Letras bem escritas, melodias entre os anos 80 e o novo rock britânico e vontade de ser grande. Um olho para o passado e outro para o futuro. Politizado sem ser panfletário. O TG vai figurar em várias listas dos melhores do ano. Corra atrás!

Destaque: De Turim a Acapulco

Vanguart – Vanguart

Alguns torcem o nariz, mas é fato que a banda de Cuiabá entregou algumas das canções mais legais do ano. O folk/pop/rock do grupo acerta em cheio em boa parte do álbum, apesar de certa irregularidade. Ao vivo a coisa pega de verdade. Palmas para Hélio Flanders, bom letrista e excelente vocalista.

Destaque: Just to See Your Blue Eyes See

Fome de Tudo – Nação Zumbi

Prometo não recorrer ao clichê de “melhor banda do Brasil”. Mas que é, é! Em seu novo álbum, a Nação se afasta ainda mais do tal manguebeat, caminho que já estava sendo percorrido há algum tempo. E dá um passo à frente: à frente do disco anterior, à frente das outras bandas do País e à frente de seu tempo. E viva a psicodelia!

Destaque: Bossa Nostra

Carnaval Só Ano Que Vem – Orquestra Imperial

O combo carioca, depois de causar sensação ao vivo, chegou ao seu primeiro registro em CD. O clima é menos festeiro, mas mantém a pegada apostando em sambas, música latina e até canção em francês. É o primeiro trabalho de Rodrigo Amarante pós-Los Hermanos. E o rapaz aponta um caminho mais interessante que seu amigo Marcelo Camelo.

Destaque: Yarusha Djaruba

Daqui Pro Futuro – Pato Fu

É só a banda mineira lançar disco que entra nas listas de melhores do ano. E aqui estão eles novamente. Mais uma vez, a voz delicada de Fernanda Takai embala ótimas canções pop, hora com tempero romântico, hora com a tradicional pegada levemente cômica. Tem espaço até para uma bela versão de “Cities in Dust”, da Siouxsie & the Banshees.

Destaque: Nada Original

Delicada – Teresa Cristina

Se destacando na nova geração de cantoras de samba, Teresa abraçou suas influências de samba de terreiro, melhorou uma canção menos conhecida de Caetano Veloso e mostrou que está mais segura como compositora. A moça esbanja talento e ainda abre espaço para sua banda brilhar no disco. O samba está em ótimas mãos.

Destaque: Nem Ouro, Nem Prata

Trutas e Quebradas – UTime

Ao lado do Mzuri Sana, este é o melhor novo grupo de rap do Brasil. Pode acreditar. Essa geração se mostra com a cabeça mais aberta, traz várias influências e versa sobre uma gama maior de assuntos. Os caras são apadrinhados pelo Racionais MCs, que produziram e lançaram o disco por seu selo.

Destaque: Inimigo É De Graça

Hurtmold – Hurtmold

A big band paulistana faz um som difícil, anti-pop e nada comercial. Agora, cola num show dos caras para você ver! A casa fica sempre cheia de fãs boquiabertos, olhando atentamente para o palco. Formado por músicos muito talentosos, o combo colocou mais um ótimo álbum no mercado, sem concessões nem música ruim.

Destaque: Smootz da Police

Acústico MTV – Paulinho da Viola



A gente não queria ser o Paulinho na hora de escolher o repertório para esse disco. Afinal, são mais de 40 anos de carreira, com dezenas de músicas obrigatórias. Mas o trabalhou foi bem-feito. Alguns dos mais belos sambas já compostos estão neste disco, obrigatório para iniciados e iniciantes no estilo.

Destaque: Eu Canto Samba


Fonte: http://mtv.uol.com.br/drops/drops.php?id=30551

Presente de Natal da MTV

Mais uma coletânea virtual, agora da mtv, tem uns nomes meios esquisitos no meio, hehehe, mas no geral tá bem legal!

Confira o playlist:

01: Autoramas – A 300 Km/h
02: Banzé – Boca do Lixo
03: Cascadura – Se Alguém o Ver Parado
04: Forfun – Sigo o Som
05: Glória – Minha Paz
06: Granada – A Tempestade
07: Lipstick – Temporal
08: Ludov – Urbana
09: Nação Zumbi – Nossa Nostra
10: Pública – Long Plays
11: Rock Rocket – Cerveja Barata
12: Terminal Guadalupe – De Turim a Acapulco
13: Vanguart – Para Abrir os Olhos
14: Zefirina Bomba – O Que Eu Não Fiz


Link: http://mtv.uol.com.br/drops/drops.php?id=30591





Zefirina Bomba

Coletânea Loaded e-zine




O site Loaded lançou uma coletâne virtual chamada "Um dia tudo isso vai fazer sentido" pra baixar de graça no site deles. Das 16 músicas só não gostei de duas porque não gosto muito dessas duas bandas mesmo. Destaque para o maravilhoso Violins e também para a Pelvs, perfeito!
Pra baixar é só entrar no site http://www.loaded-e-zine.com

Olha as faixas do disquinho virtual:

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Mais listas - Adoro!

Essa eu peguei da comunidade do Terminal Guadalupe, o Dary que postou. Hoje só to que copio!
hauhauahuahauhauahuahauhua

ALEXANDRE MOREIRA
[Editor e apresentador do Loaded E-Zine]

1. Radiohead : In Rainbows
2. Amy Winehouse : Back to Black
3. Violins : Tribunal Surdo
4. Arctic Monkeys : Favourite Worst Nightmare
5. Los Porongas : Los Porongas
6. Terminal Guadalupe : A Marcha Dos Invisíveis
7. Arcade Fire : Neon Bible
8. Charme Chulo : Charme Chulo
9. The Withe Stripes : Icky Thump
10. Foo Fighters ; Echoes, Silence, Patience & Grace

MARCELO COSTA
[Editor do Scream & Yell e do blog Revollution]

Arcade Fire : Neon Bible
Beirut : The Flying Club Cup
Black Rebel Motorcycle Club : Baby 81
Lestics : Lestics
Pato Fu : Daqui Pro Futuro
Radiohead : In Rainbows
Superguidis : A Amarga Sinfonia do Superstar
Terminal Guadalupe : A Marcha dos Invisíveis
Violins : Tribunal Surdo
Wilco : Sky Blue Sky

SÉRGIO MARTINS
[Repórter de Veja]

Amy Winehouse : Back to Black
Chico Pinheiro & Anthony Wilson : Nova
Fernanda Takai : Onde Brilhem Os Olhos Seus
LCD SoundSystem : Sound of Silver
Maria Schneider Jazz Orchestra : Sky Blue
Maximo Park : Our Earthly Pleasures
Radiohead : In Rainbows
Robert Plant & Alison Krauss : Raising Sand
Roberta Sá : Que Belo Estranho Dia para se ter Alegria
Terminal Guadalupe : A Marcha dos Invisíveis

Feliz final de Natal, hehehehe

Assaltei do blog do Ricardo:
http://sustenido.wordpress.com/


A Espaço Cubo fez uma lista de melhores do ano, dá uma olhada:
Fonte: http://www.espacocubo.blogger.com.br/




MELHOR BANDA 2007


divulgação

Móveis Coloniais de Acaju: sucesso de público e crítica

Móveis Coloniais de Acaju (DF)
Porcas Borboletas (MG)
Macaco Bong (MT)
Los Porongas (AC)
Vanguart (MT)


REVELAÇÃO 2007

renato reis

A mais nova queridinha do Acre em destaque

Filomedusa (AC)
Diego de Moraes (GO)
The Dead Lovers Twisted Heart (MG)
The Name (SP)
The Droogies (PR)


VEÍCULO DE COMUNICAÇÃO 2007


Veículo que revela diariamente os meandros da cena indie brasileira

Alto Falante
Trama Virtual
Loaded-e-zine
Dynamite on Line
Senhor F

SHOW 2007

renato reis

Madame Saatan no Varadouro: o show comprova a qualidade do CD

Móveis Coloniais de Acaju (Jambolada)
Patife Band (Festival Calango)
Montage (Vaca Amarela)
Macaco Bong (Goiânia Noise)
Madame Saatan (Varadouro)


DISCO 2007

vini mania

Lançamento em grande estilo

Vanguart/Vanguart
Los Porongas/Los Porongas
Terminal Guadalupe/ A Marcha dos Invisíveis
Madame Saatan/ Madame Saatan
Lucy and The Popsonics – A Fábula (ou a Farsa) De Dois Eletropandas
Autoramas / Teletransporte

EVENTO


Noise 2007: sem comentários

Goiânia Noise
Grito Rock
Jambolada
Varadouro
Festival Fora do Eixo
Festival No Ar Coquetel Molotov

CASA DE SHOWS

renato reis

Casa de abertura da primeira edição do Festival Fora do Eixo

A Obra
Hey ho Rock Bar
Inferno
Do Sol Rock Bar
CB

Então...

Não é que ontem foi legal pra caramba, tipo, geralmente Natal é aquela coisa, família, parentes, bem legal, mas nada muito rock digamos assim...
Mas a tarde a Mare me liga chamando pra ir na festa rock "Natal Entre Amigos" em Londrina, festa que já está em sua 10° edição e nunca deu certo de eu ir porque é no...natal, mas ontem rolou. Partimos quase duas da manhã, eu, mare, marcito e isa, era pra eu encontrar um amigo lá mas não deu certo, ainda não sei porque. Mas a festa tava bem boa, discotecagem de primeira, pra todos os gostos, da galera chegada em um remix e na linha new rave, até bandas mais clássicas como guided by voices, weezer, pavement, beastie boys... eu preferi essa última parte, bem legal. E legal encontrar a galera das bandas de Londrina por lá, aquele espirito natalino, hehehehe, e na boa... ah, deixa pra lá, hoje é natal.

beijos

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Feliz Natal

Po, achei que o Natal ia ser maior furado, mas o negócio animou de uma hora pra outra!
Se tudo der certo amanhã eu conto o que rolou.

Feliz Natal

beijos

Hit do domingão

Floor, floor, floor - Montage

Nem quero dormir
e sao 02:25 da manhã e tenho que acordar as 7
mas po, to dançando!

domingo, 23 de dezembro de 2007

Forgotten Boys tocando Ramones

Today your love tomorrow the world

no Myspace deles:
http://www.myspace.com/forgottenboys

Os 10 melhores do ano no Trama Virtual

10. Lucy and The PopsonicsA Fábula (ou a Farsa) De Dois Eletropandas (Monstro Discos)
Se apoiando numa história confusa de dois eletropandas e “liderada” por uma bateria eletrônica chamada Lucy, o duo brasiliense acabou de lançar um dos melhores discos nacionais desse ano. Electro punk com letras descompromissadas e bem humoradas, A Fábula (ou a Farsa) De Dois Eletropandas, vem carregado de sensualidade. Um disco gostoso de ouvir, fácil de gostar e feito sob medida para dançar. (Fernanda Cardoso)


9. China – Simulacro (Candeeiro Records)
Simulacro é o segundo trabalho solo de China, ex-vocalista da banda Sheik Tosado e um dos músicos mais versáteis da cena atual de Pernambuco. Foram quase quatro anos se dedicando a projetos paralelos e trabalhando neste novo disco. A volta às suas raízes e a companhia de um time de primeira fez com que o rapaz lançasse um CD surpreendente, coeso e cheio de referências. Harmonioso como só ele sabe ser, do tipo que faz todo mundo se apaixonar, China está em seu auge. Simulacro vai fazer você dançar, de coração e mente aberta, com suas canções que não morrem no ar. (Fernanda Cardoso)


8. Nação Zumbi – Fome de Tudo (DeckDisc)
A Nação Zumbi parece ter uma fome interminável e incontrolável pelo novo. Novos timbres e novos rumos são percebidos em Fome de Tudo, mas com o mesmo corpo que só a Nação Zumbi sabe moldar em si mesmo. Talvez seja o vocal arrastado e mono tônico de Jorge du Peixe ou os estalos únicos das alfaias praticamente arrebentadas por Bola 8, o certo é que depois de sete discos a Nação Zumbi continua se consolidando cada vez mais como um dos maiores bens da cultura nacional. (Leandro Carbonato)


7. CanastraChega de Falsas Promessas (OutraCoisa)
Disco encartado na revista OutraCoisa, Chega de Falsas Promessas, é uma aula de pop enraizado no rockabilly, country e dixieland. Liderado pela voz rouca de Renatinho (ex-Acabou La Tequila) o grupo conta, nesse segundo disco, com um fabuloso naipe de metais, dando um ar grandioso e ao mesmo tempo debochado a essas 11 ótimas canções. Se acordar nervoso e cansado depois da farra e de poucas horas de sono e, ainda assim, tiver que ir trabalhar, esse disco salvará seu dia. (Leandro Carbonato)


6. Kassin + 2 – Futurismo (Ping Pong)
O terceiro álbum da série +2, desta vez sob a batuta de Kassin, é o melhor deles. Bossas tortas (“O Seu Lugar”, “Quando Nara Ri”), guitarrada romântica (“Água”) e samba de teclado Casio (“Samba Machine”) são alguns dos caminhos tortuosos para a música brasileira propostos pelo trio. De quebra, o disco ainda traz participações de gente como Jorge Mautner, Adriana Calcanhotto, João Donato e todos os Los Hermanos. (Dagoberto Donato)



5. BonifrateOs Anões da Vila do Magma (Open Field / Peligro)
Em seu trabalho solo, o vocalista do Supercordas comprova a qualidade de suas composições, algo já evidenciado em Seres Verdes ao Redor, disco lançado pela banda no ano passado. Aqui, gravadas em quatro canais e despidas de demais elementos, as canções evidenciam sua essência psicodélica, sem nunca perder o contato com o pop assobiável. (Dagoberto Donato)




4. Contra FluxoSuperAção (Independente)
A força do grupo paulistano de hip hop Contra Fluxo não está apenas em sua formação encorpada, que conta com cinco MCs e dois DJs. SuperAção, seu segundo trabalho, é uma verdadeira parede sonora e surpreende até mesmo nos menores detalhes. Assim como as rimas certeiras do grupo devem ser enaltecidas, o trabalho de Munhoz como produtor, uma verdadeira obra de arte, também deve ser mencionado. As impressionantes e grandiosas bases fazem de SuperAção um disco impossível de ser ignorado. Ainda bem. (Flávio Seixlack)


3. HurtmoldHurtmold (Submarine Records)
É impressionante como o Hurtmold consegue se superar a cada disco. O auto-intitulado quinto álbum do sexteto paulistano talvez seja seu melhor. Hurtmold apresenta uma banda ainda mais madura e segura de si, totalmente livre das amarras do post rock e pronta para enfrentar um campo aberto sem medo. A percussão, que antes parecia estar em segundo plano, dá as caras no disco com maior intensidade, tornando-se imprescindível para cada canção. Destaque para as ótimas “Saper” e “Halijascar”, essa a melhor do álbum. (Flávio Seixlack)


2. Vanguart - Vanguart (L&C / Cubo Discos)
Bebendo da fonte aberta por Bob Dylan, e se alimentando das receitas preparadas por Thom Yorke, Helio Flanders e sua trupe conseguiram emplacar o primeiro disco cheio do Vanguart como um dos melhores desse ano. Melodias carregadas de suavidade e instrumental de muito bom gosto, o disco homônimo é recheado de lindas canções e uma delicadeza pop invejável. (Pedro Bruno)




1. AutoramasTeletransporte (Mondo 77)
O Autoramas comemora uma década de rock independente da melhor forma possível, lançando o melhor disco de 2007. As 14 faixas do álbum mostram o amadurecimento do trio que, dentro das suas diversas influências, investiu em arranjos mais trabalhados, letras irônicas e inúmeros timbres de guitarra para mostrar que o tempo não tirou as cartas da manga da banda. Teletransporte passeia pela mistura de ritmos, como surf music e punk rock, sempre esbarrando no charme da Jovem Guarda, influência que dá ao quarto trabalho do grupo um brilho especial. (Pedro Bruno)


Fonte: http://tramavirtual.uol.com.br/noticia.jsp?noticia=7277

sábado, 22 de dezembro de 2007

Hoje tem mais Terminal Guadalupe no MPB Bar



Hoje tem mais!
No Mpb bar com Leminskes!

Perdeu ontem? então não marca hoje!

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

HOJE - NÃO PERCA - ALTA FIDELIDADE 2007

O que? ALTA FIDELIDADE 2007
Quando? 21/12/2007 as 20:00 hs (Abertura da Exposição) e as 21:00 hs (Pontualmente começa o rock)
Onde? TEATRO OFICINA DA UEM
Quem? LEMINSKES (MARINGÁ) & TERMINAL GUADALUPE (CURITIBA)
Quanto? R$5,00 (200 Convites na Portaria do Teatro)
O que +? POESIA, FOTOGRAFIA, PREMIAÇÔES, BLá, Blá, Blá
Apoio: ADUEM


"Terminal Guadalupe, a sonoridade à prova de chatice", Revista Veja.

Radicado em Curitiba (PR), dentro de uma cena musical agitada por várias raízes sonoras, o Terminal Guadalupe está lapidando seu repertório de canções desde 2003, quando o vocalista Dary Jr. lançou o CD “Burocracia Romântica”, trilha sonora de um curta-metragem homônimo. Na seqüência, vieram a coletânea “Girassóis Clonados" (2004) e o premiado “Vc Vai Perder o Chão” (2005), álbum em que a banda teve sua formação definida: Dary Jr. (voz e letras), Allan Yokohama (guitarra e voz), Fabiano Ferronato (bateria) e Rubens K (baixo).

Ajustado musicalmente como um quarteto, o TG passou 2005 e 2006 tocando pelo Brasil - de Florianópolis para Corumbá, de Londrina a Maringá, de Araraquara para Brasília, com escala no Rio de Janeiro para receber um prêmio dos leitores de uma revista – e preparando o repertório de “A Marcha dos Invisíveis”, quarto álbum da banda, e que tem tudo para ser o primeiro.

Lançados de forma independente, os três anteriores conseguiram o respeito da imprensa (a Folha de S. Paulo, a revista Bizz e os críticos/escritores Arthur Dapieve e Tárik de Souza já renderam elogios ao grupo), conquistar fãs (que elegeram “Vc Vai Perder o Chão” como o Melhor Disco Independente de 2005, em votação da revista Laboratório Pop), azeitar a formação da banda e ganhar um novo integrante, o guitarrista Lucas Borba, músico integrado após a gravação de "A Marcha dos Invisíveis".

O som das guitarras é cristalino e empolgante. Gravado, mixado e produzido no (já mítico) estúdio Toca do Bandido (que já registrou as estréias de Maria Rita e Wander Wildner – e mais gente entre estes dois pólos de interpretes do cancioneiro nacional), por Tomás Magno, “A Marcha dos Invisíveis” é o álbum que pode colocar a música nacional nos eixos, mostrando para um público maior que existe vida e inteligência no cenário independente nacional. Mas e o grande público? Como fazer com que esse público descubra o cenário independente brasileiro? A maneira mais fácil é descobrir uma boa banda, que prove ainda ser possível juntar A (boas músicas) + B (boas letras). E o TG é esta banda.

Entre o amor e a guerra, “A Marcha dos Invisíveis” se revela um disco fundamental para o momento atual do rock feito no Brasil. Ao colocar na praça as dez canções que compõem o álbum, o TG escreve uma nova página, a primeira, na verdade, de um novo capítulo do rock feito com guitarras na linha abaixo do Equador. As próximas páginas ainda estão em branco, e, apesar de incerto, o futuro está nas letras e melodias das canções de “A Marcha dos Invisíveis”, do Terminal Guadalupe. Depois não diga que não foi avisado.

http://www.tg.mus.br
http://www.myspace.com/terminalguadalupe

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

"Leminskes, a revelação do rock maringaense", Alexandre Gaioto (Programa Garagem)

Leminskes tem a mesma história de milhares de bandas que pipocam em garagens do mundo todo: amigos que se gostam e que têm no rock um estilo de vida. Leminskes não é nada além disso: amigos querendo se divertir nos finais de semana. Nenhuma revolução, promessa ou salvação para o rock. Aliás, não há salvação para o rock. É o rock quem salva e se salva.

O rock é e sempre será a trilha sonora escolhida para ver a vida correr, enquanto o trabalho consome mas alimenta, no momento em os amigos chegam e partem, no calor em que as paixões nascem e as vezes morrem com a gente. Mas não é só no rock que se encontram as palavras apropriadas para expressar esse turbilhão de sentimentos. As palavras também estão em movimento e carregadas de poesia nas páginas de inúmeros livros que nos inundam de emoções. E foi na combinação da distorção do som com a força das palavras que Leminskes buscou a sua inspiração. Uma clara referência e uma honesta homenagem ao poeta paranaense Paulo Leminski, que tão bem soube brincar com os sons e com as palavras.

Formada em Maringá-PR e reunida em 2007, Leminskes conta com a voz de Daniela Corazza, com a guitarra de Rafael Souza (Sex Hansen, The Guavas e A Inimitável Fábrica de Jipes), com o baixo de Clériston "Gótico" Teixeira (Os Prolétas, The Jhones Project) e com a bateria de Igor Grande. Para o início de 2008 o primeiro CD da banda, “Canções Despedaçadas para Juntar os Cacos”, deve ser lançado.
http://www.myspace.com/leminskes
http://tramavirtual.uol.com.br/artista.jsp?id=76142

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Após cinco anos de espera o ALTA FIDELIDADE finalmente volta para onde tudo começou: o Teatro Oficina da Universidade Estadual de Maringá. De quebra os organizadores firmaram uma parceria cultural muito promissora com a ADUEM (Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Maringá), visando agitar constantemente o final de cada mês de 2008. Para quem não se lembra vai ai um histórico do evento:

* Alta Fidelidade 2003 - A Inimitável Fábrica de Jipes & Betty by Alone, exposição de fotos e poesias - Teatro Oficina da UEM;

* Alta Fidelidade 2004 - A Inimitável Fábrica de Jipes & Betty by Alone & Trial & Relespública, exposição de fotos e poesias - Asterisco Bar;

* Alta Fidelidade 2005 - A Inimitável Fábrica de Jipes & Faichecleres - Asterisco Bar;

* Alta Fidelidade 2006 - A Inimitável Fábrica de Jipes & Terminal Guadalupe, exposição de fotos e poesias - Asterisco Bar;

Para fechar 2007, o ALTA FIDELIDADE 2007 faz uma dobradinha e mais uma vez traz até Maringá a banda curitibana Terminal Guadalupe, grande promessa e destaque absoluto do rock parananense. O pessoal do TG promete apresentar o seu mais novo show desde o lançamento do aclamado "A Marcha dos Invisíveis". As honrarias da abertura caberão a maringaense Leminskes, que nos últimos meses vem se destacando no cenário regional.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Sem tempo

Gente,
sem tempo hoje, novidades no fotolog da sonic
http://www.fotolog.com/sonicflowerclub

beijos

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Forgotten Boys


Acho que mês passado, ou retrasado, o Forgotten Boys participou do quadro "12 Horas no estúdio" e de lá saiu com a música "Sem Razão."
Dá pra baixar de graça!

http://tramavirtual.uol.com.br/artista.jsp?id=41409

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Montage


Falando em Trama Virtual, o Montage colocou 11 músicas inéditas pra baixar lá. Mas é por pouco tempo!

http://www.tramavirtual.com.br/montage

Tem a ótima "Floor Floor Floor"

Ecos Falsos e Vanguart



O JT (Jornal da Tarde de SP) divulgou sua lista de melhores do ano de cds, dvds, shows...
E está na lista dos cinco melhores os cds Descartável Longa Vida do Ecos Falsos e Vanguart.


E olha o recado que o Gustavo do Ecos Falsos deixou na comunidade deles no orkut:

[ ÚLTIMA SEMANA PRA BAIXAR O DISCO NA TRAMA ]
É isso aí amiguinhos, provando ser uma das bandas mais originais da sua geração, os Ecos Falsos não vão te dar nada nesse natal - vão tirar!

A partir do dia 21 de dezembro de 2007, o disco "Descartável Longa Vida" NÃO ESTARÁ MAIS INTEIRO PARA DOWNLOAD NA PÁGINA DA TRAMA. Podem espernear, mas é o que vai acontecer: pra ouvir o disco inteiro sem ser um pirata contraventor desgraçado, só comprando a bolacha.

Nem venham dizer que somos retrógrados: que eu saiba fomos uma das primeiras bandas a colocar seu disco novo inteiro pra baixar, e isso tão logo ele foi lançado, no começo de setembro. Agora, assim como o Radiohead, que nos imitou e agora imitaremos, tá na hora de vender o físico, que é mais bonito, tem mais qualidade e duas faixas bônus (é, tem sim!)

Pra ninguém ficar choramingando que não teve a última chance, vamos dar essa boiada de mais três dias. Portanto, se você quer ouvir o disco de graça, acesse logo:

http://www.tramavirtual.com.br/ecos_falsos

Se você ainda não ouviu, faça isso agora!