segunda-feira, 30 de junho de 2008

Você é gente boa, mas sua banda...

Az é um grande amigo de Franca, foi um dos fundadores do excelente programa de rádio Studio 11 de Franca, produziu vários shows por lá e atualmente toca bateria no Alma Mater e Pale Sunday.
Nesta sexta o coitado passou um perrengue no show do Bazar Pamplona em Ribeirão Preto em mais uma edição da Groselha Fuzz do grande Tiago Fuzz, e Az desabafou no seu fotolog,
achei tão interessante que pedi pra colocar aqui também, acho que muita gente já passou por isso....






vou mandar fazer uma camiseta dessas, definitivamente!

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

ontem a noite rolou o show do Bazar Pamplona, aqui em Franca. banda que eu gosto pacas e que, infelizmente, ainda não tinha visto ao vivo. me encontro com o Mark e vamos pra parada.
festa cheia, friaca feroz, cerveja preço justo e alguns amigos e conhecidos. com o Projeto Paieiro, banda aqui de Franca, já no palco e mandando muito bem, tudo parecia muito bem. ia ser uma noite bacana.

os paieiro saíram do palco e logo entraram os Bazar. e tava massa, muito massa! os caras - um deles é de Franca, estudou na mesma escola que eu - são ótimos no palco e as músicas tem aquele coisa pop irresistível.

primeiro erro: fui conferir o show mais de perto, um pouco afastado da turma com quem eu estava. assim, eu gosto de ver show ali de perto mesmo... ver como os caras tocam, ver os instrumentos, acordes, viradas, caretas, piadas internas e essas coisas. e mais: não gosto de conversar quando estou vendo uma banda que gosto. tô ali pra ver o show, poxa.

aí, me aparece um fita e cola do meu lado. eu conheço o cara, trombei com ele algumas vezes. inclusive já tinha cumprimentado o cara na festa e tudo mais. toca numa banda ai que eu conheço. ate ai beleza. falou uma ou outra coisa, perguntou se o Bazar era de Franca (!) e coisetal.

então o cara vira pra mim e solta aquela: "pô, cê precisa armar um show pra gente lá no Porão, cara... a gente morre de vontade de tocar lá e tals". ai, pela terceira ou quarta vez, eu explico a mesma história pro cara "amigo, eu não tô produzindo mais shows desde setembro do ano passado. tô dando um tempo. e outra: o porão fica em Ribeirão, eu sou de Franca, não tenho nenhum contato lá com o dono de lá."

simples, não?

e mais uma vez eu vez eu dei o mesmo conselho pro cara "procura o 'Fulano de Tal' que organiza os shows lá, fala pra ele escutar as músicas e vê que é."

segundo erro da noite: o cara começa a falar um monte sobre o 'Fulano de Tal', que é meu amigo. e assim, na boa, não fale mal dos meus amigos pra mim quando eu estou numa boa fumando um cigarro, tomando uma lata e tentando ver um show bacana.

"é, mas o cara lá é foda... o cara não responde meus e-mails, eu fico rastejando e o cara não arma nada pra nóis. eu não sei o que esse cara tem contra mim, mas o cara é esquisito... não pode ser assim, tem que dar espaço para o underground..."

mentalmente eu penso "será que vc não se tocou que é bem provável que o cara não goste da sua banda?!".

quando vc está envolvido com produção musical ou mesmo quando faz a divulgação da parada (que é o que eu tentava fazer no studio eleven, dando espaço pras bandas bacanas que eu descobria ou chegavam até mim) parece que algumas bandas acham que vc tem a "obrigação" de gostar da música que elas fazem e ceder o espaço. e não é assim. eu deixei de tocar muita coisa nos 5 anos de programa por achar que não valia pena. não tocava e ponto.

outra: as pessoas acham que produção o divulgação é seu "emprego" e vc ganha por isso. sendo assim vc deve ser solícito, atender todo mundo, ser super legal, dar espaço pra todo e qualquer tipo de banda e ser um super incentivador da parada.
fora esse tipo de atividade, pode ter certeza, que todo mundo tem uma vida e tem dia que vc não está afim de responder e-mails de uma banda do interior da puta-que-os-pariu que se auto define como "psicodelia rural do seculo 21 com toques de losermanos" ou "róquenrou na veia" ou sei lá o que.

e claro: no final das contas vc pode achar que a banda do sujeito é uma grande merda, não é mesmo?! é, é assim. não vale a pena marcar um show com essa banda ou tocá-la no seu programa de rádio se vc não gosta e acha que não tem nada a ver. tem gente que acha minhas bandas uma merda e eu não censuro... talvez eu tbem, em outro contexto, pudesse achar a mesma coisa.

mas vâmo lá, só pra concluir a história...

eu já tinha ficado meio injuriado com a história e o pedantismo do sujeito - que é até um cara bacana, mas que naquele momento me irritou profundamente. veio me torrar no meio do show da banda que eu tava afim de ver...

como se não bastasse toda a história aí de cima, o cara começa "é, cara... eu tô com uma música na cabeça, vai ser algo mais ou menos assim 'tchan, tcharan, tchan, tchan... tchararan... tchan, tchan"...

e solfejou a música por eternos um minuto e meio.

"tô com essa parada na cabeça. é lôco, né. as músicas pra mim surgem assim, do nada. pra essas música eu até pensei em uma letra..."

foi foda. o cara começou a cantar a letra da música. no meio do show dos Bazar, durante uma das músicas que eu mais gosto (a saber, 'A Música Que Ninguém Escutou'). e a letra era uma parada que falava de "morte" e "ideais" e um monte de outras coisas q eu não quero lembrar.
durante intermináveis minutos o cara cantou verso/verso/refrão/verso, cheios de cabecismos, tiradas "espertas" e figuras de linguagem esdrúxulas que eu não sei nem como nomear.
saca aquele fita metido a poeta que vc conhece? aquilo lá. todo mundo conhece um tipo assim.

"essa música vai ficar bem lôca" - e eu lá, sem reação. procurei pela minha turma, todos desapareceram. aí eu consegui uma brecha, no meio daquilo tudo e consegui verbalizar o "cara, vou ali pegar uma lata, beleza?".

"opa! vou lá com você!"

deixei o cara ir na frente, sumi na multidão. corri pro portão e fui embora.

•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••• costumo ser gentil e atencioso com as pessoas; gosto de gente e de conhecer gente e de conversar. mas o cara estragou a minha noite. estragou mesmo, sério. não sei se algum dia ele vai ler isso aqui. se vc ler, amigo... ó, não leve a mal, mas você estragou a minha noite mesmo. •••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••• e sobre a camisetinha aí em cima, não me lembro bem, mas é uma idéia do Jair ou do Viola. idéia genial! vc tá lá na boa e o cara vem te torrar falando sobre a banda dele. o que vc faz?! abre a jaqueta e deixa a camiseta a mostra. deve surtir algum efeito! :)


Amnese - O dia em que resolvi sumir

Ouça agora "O dia em que resolvi sumir" do projeto Amnese. Pra baixar a música é só clicar aqui.

Dica dada por Gustavo Scherbaty.

sábado, 28 de junho de 2008

Sessão Alto-Falante

Gramofocas - Ela Só Pensa em Apanhar


O que o pessoal da NME esta ouvindo...

Na ediçao da semana passada da NME na sessão "What´s on the nme stereo?" eles indicaram a banda The Tamborines. É só clicar na foto aqui embaixo.
Detalhe que do lado tem resenha sobra a volta do MBV.


Logo, logo tem single novo do Tamborines e vai rolar uma pré-venda com preço mega camarada do single em vinil.
Aguardem!

sexta-feira, 27 de junho de 2008

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Nevilton - A Máscara

Falei esses dias do show do Nevilton de sexta passada no Tribos e pra que não foi ta aí um video.


SFC apresenta Móveis Coloniais de Acaju

Finalmente, Móveis Coloniais de Acaju em Maringá.
Sei que muita gente deve estar estranhando porque o show vai ser em uma segunda, o motivo é que à agenda do Móveis está super disputada e como eles estão fazendo alguns shows em julho no sul e sudeste não dava pra perder esta chance.
Mas todo mundo que quiser ir pode ficar tranquilo, porque o pessoal que estuda vai estar de férias, e quem trabalha no outro dia vai poder ir embora cedo. O Tribo´s vai abrir as 20h e o Móveis começa o show as 21h30, ou seja, vai ficar bom pra todo mundo.
Maiores informações em breve.


*****

Sonic Flower Club


Apresenta

Móveis Coloniais de Acaju

Data: 14/07 (Segunda-feira)

Horários:
Abertura do bar: 20h
Inicio do show: 21h30


Local: Tribo´s Bar (Av. Cerro Azul, 628)


Maiores informações em breve.


*****



Móveis Coloniais de Acaju - Copacabana (Ao vivo)

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Primal scream - Can´t Go Back

Pra começar a segundona bem, clipe novo do Primal Scream.


sábado, 21 de junho de 2008

Nevilton


Ontem fiquei muito impressionado com o show do Nevilton, faz tempo que to cada vez mais gostando dos shows e ouvindo os cds, mas ontem, foi muito bom, muito bom mesmo. Parabéns pro Nevilton.
Pra quem não conhece dá pra ouvir muita coisa no myspace, e se ele passar pela sua cidade não perca a chance de ver ao vivo.
Com certeza vai virar um dos grandes nomes da cena rock nacional.

http://www.myspace.com/nevilton

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Vanguart - Semáforo

Making of


Clipe

Vanguart no Prêmio Multishow

Ae gente, vamos votar no Vanguart no Prêmio Multishow 2008. Eles estão concorrendo na categoria revelação.

http://globosat.globo.com/multishow/tv/pmmb/2008/widget/widget_Vanguart.htm

Make Up

Queria tanto poder ver esta banda novamente, hoje faria bem mais sentido.

Pra conhecer: Fevereiro da Silva

Não gosto de ficar fazendo resenha de banda, show, disco... se gosto eu simplesmente gosto, não sei escrever muito a respeito, então prefeiro colocar o release da banda mais o link pra que você tire sua própria conclusão.
É isso, com vocês, como já havia prometido, a banda Fevereiro da Silva.


O Funil Fevereiro da Silva

O volume de experimentações passou pelo FUNIL durante seis meses com direito a improvisos e imprevistos. O resultado representa o que é o Fevereiro da Silva: seis jovens tentando criar música não-perecível. A fórmula dessa postura é deixar fluir costumes, manias, influências e comportamentos de cada integrante. A teimosia provoca gargalhada e lembra a antiga coleção de latinhas que remete aos Thundercats. Simples? Sim, a receita é a mistura.

O Álbum

FUNIL abre com Caixa Bomba, uma levada guitar que tira do bolso a harmônica para dialogar na contramão da linha reta da guitarra e torta do contrabaixo. Eis que surge o trombone com sua voz adulta para anunciar a calmaria e o vocal. Após uma declamação, o rock renasce com a pegada da bateria e por cinco ligeiros minutos há trocas de ritmos, acordes de metais, timbres de cordas vocais e um solo de guitarra bem-vindo marcado pela caixa-clara. O trompete e trombone anunciam o fim da canção. A letra não tem refrão e esse posicionamento se confirma nas outras músicas do FUNIL. Na seqüência FUNIL apresenta Tela. Música de acordes simples e letra curta. Com bastante suingue, a guitarra leva a canção por todo o tempo e, em uma única frase, o vocal pede o reforço de um coral de seis vozes. Mas logo fica solitário e, em dois momentos, é interrompido pelo trompete e trombone. O último encerra a música simulando uma mudança de afinação ao vivo. Você já se imaginou na pele de um objeto? É isso que a letra de Botina Muda sugere no FUNIL. O anúncio da batalha surge com a entrada dos metais acompanhados pelo tambor maior. Pausa instantânea e o rock aparece sem medo. A coragem é dissipada com uma quebrada inesperada de reggae que brinca de ser índio com uma quena – flauta de origem Inca. A suavidade termina rapidamente graças a uma melodia agressiva de metais que declama o estopim de uma luta de gladiadores. Paralelamente, o vocal dobrado em acorde sugere a continuidade da batalha, mas a guitarra estridente é levantada feito machado para fazer um talho na música, roubar a atenção e ir embora. A última música do FUNIL é a mais samba do Fevereiro da Silva. Combates deixa claro uma mistura relevante e sem receio. Até um surdo – instrumento de percussão – teve espaço dando um diferencial elegante para a canção. Começa no samba, vai pro rock com um entendimento mútuo entre o trompete e o vocal – encorpado por uma segunda voz triunfal. O trombone, falante desde o início, não passa para trás as agradáveis melodias do contrabaixo e a precisão da pegada da bateria. A quena aparece novamente para que o rock oriundo do samba leve a música para o suave final.


http://www.myspace.com/fevereirodasilva

terça-feira, 17 de junho de 2008

Garotos Perdidos



Caraca! essa eu não tava sabendo!!!


O Cd ainda existe

Ontem quando cheguei em casa por volta das dez da noite aconteceu algo que fazia muito tempo que não rolava, duas cartas em cima da mesa me esperando e cada uma com um cd dentro, uma com o EP da banda Fevereiro da Silva e outra enviada pelo Fernando "Senhor F" com o cd do Beto Só, fiquei bem feliz de receber dois cds no mesmo dia, porque agora tudo é download, links e sei lá mais o que na net.
Logo comento sobre eles aqui.

Vanguart com clipe novo


Hoje no programa Domínio MTV estréia o clipe de Semáforo da banda Vanguart. O comentário que tá rolando por quem já viu é de que tá lindão.
Então hoje as 20h na MTV tem Vanguart.

Astronauta Pinguim


E o grande músico Astronauta Pinguim colocou seu próximo disco inteiro pra download no myspace dele, com capa e tudo, não perca tempo.
Lembrando que dia 23 de agosto o Pinguim faz show em Maringá em mais uma edição da Sonic Flower Club e com participação da banda Revoltz.
O show fara parte de uma mini tour por aqui que ainda passará por Umuarama e Londrina.
Pra ouvir e baixar o disco Supersexxxysounds é só clicar aqui.

domingo, 15 de junho de 2008

Era segredo...

O que a galera da sonic faz depois que quase todo mundo vai embora!!!


My Bloody Valentine

Mais dois videos de Only Shallow.



sábado, 14 de junho de 2008

MY BLOODY VALENTINE: A VOLTA (post atualizado 2)


Com exclusividade para o Blog da Sonic Flower Club, Henrique Laurindo da banda Tamborines conta direto de Londres como foi o primeiro show da volta de uma das melhores bandas do mundo: MY BLOODY VALENTINE.


Após um hiato de 16 anos, com uma turnê completamente sold out e com o status que imagino tenha sido garantido a artistas como van gogh, dylan ou beethoven, a banda irlandesa My Bloody Valentine retorna aos palcos com um show no pequeno ICA, cuja capacidade máxima de 2OO pessoas - creio - dividia-se entre die-hard fãns e a nata do indie rock - i.e. todos que em um ponto ou outro roubaram do my bloody valentine - que circulavam pelos cantos com a mesma ansiedade.
Quando a banda finalmente entrou no palco a pequena platéia retribuiu com um longo cheering. eu fiquei em silêncio. pasmo. Segue-se

'Only Shallow'
'You Never Should'
'Honey Power'
'I Only Said'
'Cigarette In Your Bed'
'Thorn'
'Nothing Much To Lose'
'To Here Knows When'
'When You Sleep'
'Slow'
'Blown A Wish'
'Soon'
'Feed Me With Your Kiss'
'Sueisfine'
'You Made Me Realise'


Eu poderia arriscar e tentar descrever o show inteiro. Mas isso deixo pra uma outro oportunidade agora quero só falar da musica You Made Me Realise. Há momentos em que você sai do próprio eixo e de repente é confrontado com seu "eu" interior. Geralmente em situações envolvendo risco de vida, ou similares onde a nivel de adrenalina nos coloca em by-pass e esse outro "eu" toma as redeas.
Aqui estou, completamente desnorteado, sendo atingido por uma muralha sonora (20 MINUTOS!!!)- e não é jargão de fanzine indie não! a coisa é fisica mesmo - que toma conta do ambiente. Não é musica, é uma cacofonia tão poderosa que a unica coisa que me passa na cabeça é "isso é historia". E sem querer perder um segundo eu abraço a avalanche, desafio minha existência.
O titulo da obra em questão perde o referencial da lingua..."you made me realise"... ouso dizer que hoje eu, henrique laurindo, finalmente entendi.

Henrique Laurindo (The Tamborines)


*****

Continuando, achei um video do show de ontem, na verdade encontrei dois, mas um tá muito ruim e são 12 segundos de barulho, não que isso não seja legal, mas vai Only Shallow, música que abriu o show. Lindo!





Agora When you Sleep

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Sessão Alto-Falante

Sessão Alto-Falante com The Dead Lover´s Twisted Heart, muito boa essa banda!


The Dead Lover's Twisted Heart - No More Dramas [SAF 010/2008]

terça-feira, 10 de junho de 2008

Assoalhos

Tá, pode me zoar, sério mesmo.
Mas faz tempo que sempre entro no myspace do Assoalhos só pra ficar ouvindo "Música Romantica". Acho maior bonitinha.

CSS

E o CSS que comentei no post abaixo também solta disco novo no mesmo dia do Primal Scream, 21 de julho, o nome do disquinho é Donkey e dá pra ouvir um pedacinho de cada faixa no myspace deles.
O primeiro single também sai no mesmo dia do Primal Scream, 14 de julho, e terá como lado b uma versão de Cannonball do Breeders.

Primal Scream

Uma das bandas preferidas da SFC (acho que já deu pra perceber), Primal Scream, solta disco novo dia 21 de julho, chamado Beautiful Future, o disco tem participação da Lovefoxxx do CSS e do Josh Homme do Queens of the Stone Age, legal saber que alguém que já tocou na Sonic Flower Club está participando de um disco do Primal Scream.
No dia 14 sai o primeiro single, mas o legal é que você já pode ouvir a música Can´t Go Back no myspace dos caras.
Quer outra legal, a música Urban Guerilla que também estará no disco novo dá pra baixar de graça no site dos caras, é só clicar aqui.

Clipe novo do Forgotten Boys

Forgotten Boys - Quinta-Feira

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Nervoso e os Calmantes em setembro


Nervoso e os Calmantes em Maringá em setembro, certeza que vai ser outra edição da Sonic que muita gente não vai esquecer!!!


Sonic Flower Club


Orgulhosamente Apresenta


Nervoso e os Calmantes


Data: 13/09/2008 (sábado)

Local: Tribo´s Bar (Av. Cerro Azul, 629)

Horário: 23h

domingo, 8 de junho de 2008

Forgotten Boys no Altas Horas

Lembra que comentei sobre a mtv estar dando mais espaço pras bandas independentes e tal. Então, acho que não é só eles que tão sacando isso. Esses dias atrás teve Vanguart no Altas Horas, e ontem quem tocou lá foi o Forgotten Boys. Muito legal!



quinta-feira, 5 de junho de 2008

MQN Fuck CD Sessions 3

MQN Fuck Cd Sessions 3
Pra baixar de graça no site dos caras. Acabou de sair.

Preciso falar que é bom?
É só clicar aqui.

Relespública neste sábado na Base!

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Canastra no Programa Garagem

E já está no blog do Programa Garagem a participação que a banda carioca Canastra fez quando esteve aqui em Maringá.
Não deixe de ouvir porque está muito divertido, uma das melhores (na boa acho que a melhor) entrevista no Garagem!
E ainda tem três músicas (Diabo Apaixonado, Miss Simpatia e Dallas) ao vivo!
É só clicar aqui!

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Junho 2008

E finalmente passou o mês de maio, não foi fácil mas foi legal pra caramba!
Foram 12 bandas diferentes, em quatro shows, dois produzidos só pela SFC e os outros dois em parceria com a Bad Luck Produções e o Tribo´s Bar.
Olha as bandas que passaram por aqui:

Bambix (Holanda)

350 ml (Guarapuava)
So What (Maringá)
Little Wood (Marialva)
Charme Chulo (Curitiba)
Nevilton (Umuarama)
Deluxe Trio (Rio de Janeiro)
Cine Disco (Rio de Janeiro)
Madame Machado (Rio de Janeiro)
New Ones (Londrina)
Stoned Beavers (Maringá)
Rock Rocket (São Paulo)

Se alguém reclamar que faltou rock no mês de maio tem que apanhar, e isto só nos estilos mais hardcore/punk rock e indie rock, mas ainda teve metal e outros do tipo.

E o mês de junho, era pra rolar um show com uma banda muito legal que tocou ano passado na sonic flower club, mas infelizmente pra este acontecer aqui em Maringá, teria que rolar não só aqui mas em outra cidade também e infelizmente não deu certo.
Provavelmente este mês e o próximo, pelo menos pela SFC, vai ser um pouco mais calmo, ainda existe a possibilidade de uma banda que muita gente quer ver tocar aqui este mês, tá rolando uma negociação, se fechar em breve vocês ficam sabendo.

Acho que é isso, obrigado a todas as bandas e todo mundo que foi nesse monte de show que rolou mês passado, muito obrigado mesmo!!!

The Feitos - Disco do Roberto

domingo, 1 de junho de 2008

Rock Rocket ao vivo no Tribo´s!

"Aline, a ninfomaníaca" e "Puro amor em alto mar"



"Os legais"


Agradecimentos ao George e ao Erik pelos videos.